Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues e a sua paixão pelo basquetebol

0
246
Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues
Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues

Conheci o Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues durante a sua estadia na Roménia. Desde o primeiro momento em que o vi, pareceu-me um homem, como dizem os espanhóis, “hecho y derecho”. Estava a treinar com muita devoção a equipa de basquetebol feminino do Phoenix Galați. Agora ele está de volta ao seu país, Portugal, treinando a equipa nacional feminina Sub 20.

Desde que voltou a Portugal, encontrámo-nos mais uma vez na cidade onde ele mora, Porto. Passámos um ótimo dia na sua companhia. O Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues, Ge como os amigos o chamam, foi o nosso guia no Porto durante um dia inteiro. Conversámos sobre muitas coisas, apresentou-nos os lugares mais importantes do Porto, contou-nos sobre a História da cidade e também nos levou a comer o melhor bacalhau da Invicta.

Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues
Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues

Ge, podes contar-nos algo sobre ti?

Eugénio Rodrigues: Pois, já sou treinador há mais de 30 anos. Comecei muito novo, ainda antes de ter a minha outra vocação profissional (a de Advogado) definida. Treinei vários clubes em Portugal, sempre no setor feminino e há cerca de 15 anos que só treino o escalão sénior. Estive na Dinamarca dois anos, onde treinei o Vaerlose BBK e o Falcon BMS. Depois, em 2015, fui para a Roménia e regressei já no início de 2018. Voltei para treinar o Olivais FC da cidade de Coimbra tendo conquistado todos os títulos em duas épocas (Liga, Taça de Portugal, Taça de Federação e Super Taça). Este ano irei para Lisboa para um novo desafio, o SL Benfica.

Conhecemo-nos na Roménia. Foi a primeira vez que deixaste o teu país para treinar?

E.R: Não, já tinha estado de 2013 a 2015 em Copenhaga, na Dinamarca. Porque sou selecionador nacional há 15 anos, todos os anos também vou ao estrangeiro competir com a Seleção Nacional de Sub 20, pois temos campeonatos europeus todos os anos.

De que gostaste nos países que visitaste?

E.R: Gostei sobretudo das pessoas, mais do que um lugar ou monumentos. Tive sempre muita sorte, pois encontrei pessoas fantásticas ao longo destes tempos. Pelos sítios de onde estiver, algumas delas ainda hoje são minhas amigas. A diferença de culturas e hábitos torna este exercício de novas amizades algo muito bonito e enriquecedor. E a Roménia não fez exceção. Guardo muitos amigos e amigas de lá.

Na tua carreira de treinador, qual foi o sucesso que te trouxe mais satisfação?

E.R: O 1º ano na Roménia foi extraordinário, pois apesar de tudo ser novidade para mim, o Clube onde estava atingiu os objetivos. Phoenix Galați foi uma experiência muito bonita. Mais recentemente, em Coimbra, onde com o Olivais vencemos todas as competições portuguesas. Uma proeza que ficará para sempre na minha memória.

Eu sei que também estudaste Direito. Como concilias a tua carreira de advogado com a de treinador?

E.R: Hoje em dia é mais difícil pois estou muito dedicado ao Basquetebol. Por isso não faço processos de Tribunal. Funciono mais como Jurista numa empresa chamada AP | PORTUGAL. A empresa é líder de mercado e já conta com alguma implantação a nível internacional, na área dos serviços linguísticos e tecnológicos.

Qual é tua rotina diária?

E.R: Normalmente, levanto-me muito cedo, pelas 6.30h da manhã. Estou no escritório das 8h às 17h e depois tenho os treinos de basquetebol. Por vezes, tenho treinos à hora de almoço, pelas 12.30h, pelo que tenho de sair e voltar ao escritório. Agora estou em Teletrabalho como a maioria dos Portugueses por causa da pandemia e isso facilita o meu trabalho.

Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues
Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues

Na tua página pessoal de Facebook, observo que quase todos os dias colocas fotos da praia. Gostas da fotografia ou da praia?

E.R: Sim, amo a praia. Eu vivo junto ao mar num lugar chamado Espinho (cidade a 20km do Porto). Tenho a rara felicidade de ver o pôr do sol quase todos os dias. Todos os dias faço cerca de 10 km a pé junto ao mar. Por isso, tantas fotografias da natureza e da praia. É ali que eu descanso e recupero dos dias de trabalho.

Onde gostas de passar férias?

E.R: No Alentejo, mais concretamente na Costa Vicentina, junto ao mar claro. Trata-se de um lugar no sul de Portugal, onde vou todos os anos com os amigos, para fugir à confusão das cidades. Um paraíso…

Que planos tens para o futuro?

E.R: Para já, quero poder voltar a abraçar e a cumprimentar a minha mãe. Assim que a COVID-19 passar, é o que vou fazer. Depois há mais coisas no plano profissional que passam por ter sucesso nesta empresa onde estou e, claro, por ser Campeão no Benfica.

Podes deixar uma mensagem para os teus alunos?

E.R: Que amem a vida e o que ela tem para nos dar. Sejam ativos e vão à procura da felicidade.

Deseja adicionar algo?

E.R: Quero e desejo que a vida volte ao normal, para podermos todos sair à noite, beber, comer e dançar e fazer tudo o que podemos e nos passa pela cabeça.

Para mim, foi um verdadeiro prazer falar de novo com Eugénio Manuel Ferreira Rodrigues.

Também te pode interessar o artigo A experiência de uma professora universitária portuguesa na Roménia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here