Pandemia e Ciclismo: desafios e benefícios

0
322
ciclismo
Fotografia: pixabay.com

Descobrimos agora alguns benefícios do ciclismo e da bicicleta numa pandemia. 2020 foi um desafio para a humanidade. Pela primeira vez desde 1918, o mundo parou. A passagem do tempo deixou de ser o nosso inimigo e o nosso planeta aprendeu novamente a respirar e a relaxar-se.

É necessário fazermos exercícios físicos pelo menos 30 minutos por dia

A epidemia de coronavírus afetou-nos de qualquer ponto de vista (político, social e económico). Cientistas de todo o mundo juntaram-se para um objetivo comum: encontrar um remédio na luta contra o COVID-19. Mas o que é que significa toda essa pesquisa? O mundo parou e, assim, o homem teve que encontrar diferentes atividades para encher o seu dia. Da Ásia à América, a economia estagnou. Assim, o homem está perante um novo desafio: a introspeção.

Todavia, o maior problema foi a falta de movimento. Com os ginásios fechados, as pessoas tiveram que recorrer a diferentes truques para se manterem em forma: exercícios feitos em casa, yoga, cardio, fitness. Os estudos revelaram que para a saúde física e mental é preciso fazermos exercícios pelo menos 30 minutos por dia. Está provado que o desporto melhora o estilo de vida.

Apenas 5.3% dos romenos estão a favor da bicicleta

O ciclismo, por exemplo, provou ser um dos desportos mais praticados na Roménia durante a pandemia. No entanto, contrariamente às exigências, a Roménia não ocupa um lugar favorável em termos de ciclismo. A esta conclusão chegaram duas ONG romenas, ADR-SE (Agência para o Desenvolvimento Regional da Região de Desenvolvimento do Sudeste) e OPTAR (Organização para a Promoção dos Transportes Alternativos na Roménia). Segundo auto-bild.ro, o carro pessoal é o meio de transporte preferido por 50.6% dos habitantes, enquanto 32.4% preferem os transportes públicos, 10.4% optam por andar e apenas 5.3% estão a favor da bicicleta. Este estudo foi realizado no período 2018-2019, mas os cientistas acreditam que este número vai alterar drasticamente em 2020.

Porque é que poucas pessoas escolhem andar de bicicleta?

Apesar dos benefícios, porque é que poucas pessoas escolhem, pelo menos na Roménia, andar de bicicleta? O estudo das ONG diz que muitos daqueles que foram entrevistados não sabem andar de bicicleta ou simplesmente não possuem um tal meio de transporte. A seguir, citando o auto-bild.ro, 10.9% dos inquiridos afirmam que não existem espaços destinados para a circulação de bicicletas. A falta de ciclovias, a agressividade dos condutores, os obstáculos que podem ocorrer nas ruas, o mau estado dessas ou os carros estacionados irregularmente desanimam os ciclistas, cita a mesma fonte.

A falta das ciclovias e a agressividade dos condutores desanimam os ciclistas

O ciclismo pode ser um desporto ou uma forma de lazer. Comparativo a outros meios de transporte, a bicicleta treina todos os músculos. A associação Green Report da Roménia, conversou com vários especialistas e cientistas e tentou descobrir quais são os principais benefícios de andar de bicicleta. Notamos do site green-report.ro:

  1. Melhora a capacidade cardiovascular e a força muscular
  2. Aumenta a mobilidade e a flexibilidade
  3. Reduz a ansiedade
  4. Melhora a coordenação
  5. Diminui o peso corporal
  6. Reduz o risco de desenvolver câncer do intestino ou da mama
  7. Prolonga a vida

Um holandês é isento 10-16% do imposto, se optar por utilizar a bicicleta

A Roménia adere com pequenos passos a um estilo de vida saudável. Bucareste é uma das capitais europeias onde a falta de ciclovias é mais notável. Entretanto, Amsterdão oferece liberdade total a quem quer usar a bicicleta. O governo neerlandês atribui anualmente um orçamento considerável para o desenvolvimento da infraestrutura. Um holandês é isento quase 10-16% do imposto, se optar por utilizar a bicicleta como principal meio de transporte.

Bucareste aprende como respirar ar fresco, pedalando. O número de pessoas que têm este estilo de vida muda constantemente de semana para semana, coisa que pode ser vista nos dias de folga. A pandemia ensinou-nos que temos de mudar o estilo de vida caótico que adquirimos ao longo dos anos.

Também te pode interessar este artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here