Os segredos de combater a COVID-19 na Coreia do Sul

0
653
COVID-19 na Coreia do Sul
Fotografia: pexels.com

Se no início do ano, a Coreia do Sul era um dos países mais afetados pela COVID-19, atualmente, a situação é muito bem gerida. Em comparação a muitos países, o número de casos de COVID-19 na Coreia do Sul é relativamente pequeno. Como foi possível evitar uma crise sanitária?

Tecnologia e testes feitos em massa são as palavras-chave que definem a eficiência sul-coreana. Com a ajuda de câmaras de vigilância e rastreio de cartões de crédito, os pacientes que entraram em contacto com os casos confirmados, foram vigiados rigorosamente.

Tecnologia e testes em massa – palavras-chave da eficiência sul-coreana

Embora o número de casos confirmados seja baixo, as autoridades ainda estão vigilantes. A confiança dos cidadãos nas autoridades sul-coreanas é um fator importante que conduziu ao pequeno número de casos. Assim, informando o público sobre a situação atual e as medidas tomadas, o governo ganhou a confiança dos cidadãos. Todos os dias, realizavam-se conferências de imprensa onde era apresentada a situação atual, bem como os erros cometidos pelo governo.

Sabias que COVID-19 é um substantivo feminino? Vê aqui a explicação!

Guiados pelo espírito cívico, os sul-coreanos tomaram consciência da situação muito rapidamente, o que levou a testes voluntários, auto-isolamento e distanciamento social.

A Coreia do Sul também quis ajudar outros países a ultrapassar estes tempos difíceis causados pela pandemia, enviando kits de testes e equipamento médico.

O sistema de saúde na Coreia do Sul está a trabalhar a plena capacidade, porque no passado, o país enfrentou o SARS em 2003 e o MERS em 2015.

Ao contrário da decisão de muitos países, a Coreia do Sul não tomou medidas drásticas como a quarentena, mas acentuou ainda mais o conceito de distanciamento social. Para integrar a distância social da vida quotidiana, foram desenvolvidos dois tipos de guias: um guia pessoal (que oferece orientação sobre o uso de máscaras, lavagem de mãos, desinfeção de locais) e um guia comunitário (que aborda questões como a conduta de grupos de pessoas).

O que é que acontece aos que chegam à Coreia do Sul durante a pandemia da COVID-19?

Qualquer pessoa que chegue à Coreia do Sul deve ser colocada em quarentena por 14 dias. Durante este período de quarentena, através de uma aplicação, aqueles que chegam ao país introduzem diariamente dados sobre a saúde deles. Além disso, o governo sul-coreano oferece àqueles que estarão em quarentena, caixas de alimentos, máscaras, desinfectantes, e muitos outros artigos para uso pessoal.

Com a ajuda da tecnologia e da disciplina, a Coreia do Sul oferece um modelo para todo o mundo. Ao mesmo tempo, propõe novas perspetivas de luta contra a COVID-19.

Na China, o COVID-19 está de volta e parece não querer sair de lá…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here