5 lugares pouco explorados pelos humanos na Terra

0
391
lugares pouco explorados
Montanha, Fotografia: pixabay. com

Lugares pouco explorados como os seguintes merecem mais atenção! A beleza desses sítios consiste na pureza deles e no facto que ainda não foram afetados pela presença humana. Podem ser inacessíveis seja por causa das condições climáticas extremas, seja pelo caminho penoso até à destinação.

Qualquer seja a razão, os científicos têm um grande interesse na exploração destas áreas porque nalgumas delas foram encontradas novas espécies de animais. Florestas, montanhas e lagos, todos são únicos pelos mistérios que contêm.

  1. O pico Gangkhar Puensum, Bhutan

Gangkhar Puensum
Gangkhar Puensum, Bhutan, imagem: flickr.com

Gangkhar Puensum, a montanha mais alta do Butão (7570 metros) fica nos Himalaias, no Tibete. Por muito tempo, a montanha não pôde ser localizada precisamente, por causa da falta de precisão dos mapas. Desde a abertura do montanhismo em 1983, quatro expedições tentaram escalar ao topo, mas sem resultado. Umas das causas foi as condições meteorológicas extremas e o declive muito abrupto. É provável que a montanha permanecesse inexplorada por muito tempo porque, desde 2003, foi proibido completamente o montanhismo.

  1. A Fossa das Marianas

A fossa das Marinas está localizada no Oceano Pacífico e é o local mais profundo dos oceanos, com uma profundidade de 10.984 metros! O fundo do lugar foi atingido pela primeira vez em 1960 por Don Walsh e Jaques Piccard num batiscafo. Embora a expedição durasse 9 horas, eles passaram só 20 minutos ao fundo do oceano. Em 2012, o cineasta

A Fossa das Marianas, imagem: flickr.com

James Cameron desceu sozinho num batiscafo para

explorar esse lugar misterioso no contexto da expedição Deep Sea Challenge. Em 2019, Victor Vescovo desceu quase 11 km, o que representa um recorde mundial. Ele disse que encontrou na sua exploração pelo menos três espécies novas de animais marinhos.

Há uma surfista brasileira que bateu o próprio recorde mundial! Lê aqui sobre ela!

  1. O parque nacional Hkakabo Razi, Myanmar

Himalaias
Himalaias, imagem: needpix.com

No parque nacional Hkakabo Razi encontra-se a montanha mais alta do Myanmar, Hkakabo Razi, com uma altura de 5881 metros. Lá há uma floresta que ocupa uma área de 10.105 km2 que não foi muito explorada pelos humanos. O parque é a segunda maior área protegida e a desflorestação entre 1991 e 1999 tem um porcento de 0.1%, pequeno em comparação com outras florestas.

Desde 1999 encontraram-se ali nove espécies novas de vertebrados e a diversidade de aves e borboletas é particularmente alta!

  1. Os lagos sub-glaciais da Antártica

Montanhas de Antártica
Montanhas de Antártica, imagem: pixabay.com

Os lagos subglaciais encontram-se sob uma calota ou manto de gelo. Em Antártica foram descobertos até agora mais de 400 lagos sob o manto de gelo da Groenlândia e Islândia. Estes lagos contem 15% da água doce da Terra, mas também comunidades biológicas ativas de micróbios extremófilos que são adaptados ao frio. A astrobiologia tem um interesse particular no estudo dos ecossistemas que se desenvolveram nestas águas a despeito da maneira difícil de os analisar.

Infelizmente, o manto de gelo da Groenlândia assiste a um derretimento acelerado…

  1. Cape Melville, Austrália

Esta zona é chamada de O mundo perdido porque é cercada de penedos o que a torna inacessível, motivo pelo qual os animais viveram isolados e a flora desenvolveu-se livremente nessa parte do mundo. Em 2013 uma equipa de pesquisadores chegou na área com a ajuda dum helicóptero que aterrou no topo da montanha. Nesta exploração fundada

Cape Melville, imagem: pixabay.com

por Nacional Geográfico foram descobertas 3 novas espécies de animais: um novo tipo de gecko com a cauda semelhante a uma folha, uma lagartixa de pele dourada e uma rã adaptada para viver entre as rochas. Apesar de o lugar ser fascinante é muito difícil a sua investigação por causa dos pedaços de granito de tamanho dos carros e casas que o cercam.

O que achas sobre estes lugares pouco explorados? Deixa-nos um comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here