Novas restrições no mundo! Como lidamos com essa realidade?

0
430
restrições no mundo
Fotografia: pixabay.com

Novas restrições no mundo? As autoridades francesas decidiram, a partir desta semana, impor um alerta máximo. Por outro lado, vários países, como a Irlanda, a República Checa ou Eslovénia, consideram que uma melhor abordagem seria introduzir a quarentena total durante um período de 4 a 8 semanas. Isto deve-se ao número elevado de casos de coronavírus.

Estado máximo de alerta em Paris

As autoridades francesas vão apresentar um projeto de lei para introduzir o estado de alerta máximo em Paris e noutras cidades circundantes. Os franceses querem combater e controlar o número elevado de casos de coronavírus. A medida trará também algumas restrições que estavam em vigor e em estado de emergência. Os bares vão fechar as portas novamente por um período de várias semanas, e os restaurantes terão um horário restritivo para evitar aglomerações.

Sabias que a poluição presente nas cidades grandes apoia a difusão do coronavírus?

“Trabalhar de casa será uma prioridade para as empresas francesas”, disse o primeiro-ministro, Jean Castex. Todas essas medidas surgem depois de a França ter reportado 17.000 casos desde o início da pandemia!

Que medidas tomará o governo britânico?

The Guardian, o controverso jornal inglês, confirma que está na posse de um documento que mostra novas medidas restritivas. Essas medidas incluiriam o programa restritivo de restaurantes e bares, o encerramento dos negócios do hotel, mas também as pessoas não poderão sair de casa sem razão aparente. O primeiro-ministro Boris Johnson não descarta a ideia de que as instituições de ensino sejam encerradas e continuem a trabalhar online.

A onda II trará novas restrições no mundo?

Depois de a Grã-Bretanha e a França terem anunciado a imposição de novas restrições, muitos países parecem usar o mesmo método para combater o novo coronavírus. A Irlanda anunciou que a entrada num período total de quarentena é indicada durante 4 semanas. Isto envolve alterar o estado de alerta do nível 3 para o nível 5, significando que as pessoas não poderão sair das suas casas. A Espanha, por outro lado, colocou a cidade de Madrid em quarentena total, mas os restaurantes, as salas de fitness ou as lojas continuam funcionar com capacidade reduzida.

Lê mais sobre o governo espanhol que pede a Madrid um bloqueio total!

Nova Iorque decidiu encerrar as empresas não essenciais e todas as instituições de ensino da região, depois de a taxa de infeção ter subido para mais de 3% em quase nove distritos. Na primavera deste ano, Nova Iorque foi uma das cidades mais afetadas do estado americano, com casos que subiram ate quse 100.000 por dia.

Será que outros estados adotem a mesma tática?

As autoridades romenas parecem estar cada vez mais próximas da introduzir novas restrições, depois das autoridades terem declarado quase 3.000 casos ontem, após semanas com 1.000 e pouco. Entre as propostas apresentadas está o encerramento de restaurantes interiores, a proibição de eventos privados em cidades onde a taxa de infeção ultrapassa os 1,5% ou o encerramento de todos os bares no centro das grandes cidades.

Como vai a situação nos vossos países? Deixem-nos comentários!

Conforme aos resultados de um grande estudo realizado por investigadores europeus, o sintoma de perda do olfato (anosmia) seria de fato uma boa notícia para os infetados! Aqui podes ler mais sobre isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here