Coronavírus encontrado ”vivo” nas embalagens de alimentos congelados

0
453
embalagens

As autoridades sanitárias chinesas que estão a investigar um recente surto de COVID-19 afirmam que descobriram Coronavírus ”vivo” nas embalagens de alguns alimentos congelados. Esta é uma constação que sugere que o vírus pode sobreviver nas geladeiras frigoríficas das lojas.

No sábado, O Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) anunciou que tinham encontrado traços de COVID viáveis no exterior de uma embalagem de bacalhau congelado. É a primeira vez na cidade do leste do país Qingdao quando  o coronavírus é detectado em produtos refrigerados, conforme The Guardian.

Traços genéticos encontraram-se anteriormente em amostras de alimentos congelados, mas nenhum vírus vivo foi isolado.

”Confirmou-se que quem toca as embalagens contaminadas com o novo coronavírus pode acabar por ser infectado’ também’, declarou a agência num comunicado postado no site oficial. Mas, não se disse de onde vêm aqueles alimentos congelados.

A China, que, até agora com o surto do Qingdao não teve novos casos de COVID-19 por 55 dias, foi um dos poucos países que indicou uma possível transmissão com alimentos congelados.

Em agosto, a China, mandou a inspeção para importações de produtos congelados, depois de ter encontrado traços de vírus nas asas de frango congelado do Brasil. Também, detectou o vírus em camarões e em outros frutos de mar congelados.

Conforme o CDC,  o surto de Qingdao não começou das embalagem dos alimentos congelados. A investigação epidemiólogica estabeleceu que dois trabalhadores nas docas, assintomáticos, seriam a fonte de infecção para 12 pessoas que chegaram ao hospital.

Além disso, não se sabe se os trabalhadores contraíram o vírus das embalagens. Porém, o CDC disse para aqueles que trabalham com produtos congelados a não entrar em contato direto com eles.

Depois, o CDC declarou que não existiram casos de consumidores que tinham contraido o vírus e que este risco é baixo. Mas, alguns residentes começaram a proibir temporadamente as importações de alimentos congelados.

Também, o CDC adicionou que dum total de 2,98 milhões de amostras das embalagens, os cientistas encontraram só 22 amostras positivas.

Queres saber sobre o novo tratamento contra os casos graves de COVID-19? Leia este artigo para descobrir!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here