Alarmante! A Grande Barreira de Corais à beira da extinção

0
351
A Grande Barreira de Corais
Fotografia: pixabay.com

Não há mais dúvidas: a Grande Barreira de Corais está à beira da extinção. De acordo com um novo estudo publicado no Royal Society Publishing no dia 14 de outubro, a Grande Barreira de Corais do nordeste da Austrália já perdeu metade da sua população.

A análise é do Centro de Excelência para Estudos de Recifes de Coral ARC em Queensland, Austrália e indicou que a Grande Barreira de Corais da Austrália – ecossistema inscrito em 1981 no Patrimônio Mundial da UNESCO – perdeu 50% da sua população nas últimas três décadas. As mudanças climáticas são o principal fator que leva à degradação dos recifes.

Sabias que há mais máscaras do que água-vivas no oceano? Mostremos que somos educados, evoluídos e empáticos e salvemos as nossas águas

O que é extremamente triste é que, por causa da sua degradação a um ritmo alarmante, principalmente por causa do fenómeno de branqueamento em massa dos corais, esse ecossistema pode perder o seu lugar no Patrimônio Mundial.

O que significa “fenómeno de branqueamento”?

O branqueamento ocorre através da descoloração dos corais. A principal causa é, portanto, o aumento da temperatura da água que provoca a expelição das algas simbióticas, tornando os corais vulneráveis.

Os anos de 2016 e 2017 foram difíceis para a Grande Barreira de Corais, com dois episódios destrutivos de branqueamento do recife.

Não há mais tempo a perder

Segundo esta pesquisa, o desaparecimento ocorreu em águas rasas e profundas, quase todas as espécies sendo afetadas. Mas sofreram especialmente os corais ramificados e em forma de mesa (aqueles que constituem um habitat adequado para os peixes).

Também te pode interessar este artigo sobre o modo em que a poluição presente nas cidades grandes apoia a difusão do coronavírus!

“Os nossos resultados mostram que a capacidade da Grande Barreira de Corais de se recuperar está comprometida em comparação ao passado, porque há menos corais “bebés” e menos adultos que se reproduzem”, disse o autor principal do estudo, Andy Dietzel.

Porque é que temos de proteger as nossas florestas do oceano?

Conhecidos, ao mesmo tempo, como “florestas tropicais” dos oceanos, os recifes de corais oferecem vistas deslumbrantes. Um outro aspeto muito importante é que um terço de todas as espécies marinhas depende dos corais. Portanto, o desaparecimento deles levará a um colapso ecológico dramático.

A população de corais pode diminuir por entre 70 a 90% nos próximos 20 anos por causa do aquecimento do oceano, do efeito da estufa, águas ácidas e poluição, acrescentam os pesquisadores.

A conclusão dos pesquisadores foi tanto alarmante quanto sombria: em 2100, a sobrevivência dos recifes seria impossível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here