Suíça desiste de salvar os velhos que sofrem de COVID-19

0
525
Suiça
Fotografia: pexels.com

A Suíça tem um plano dramático enquanto o número diário de casos novos de coronavírus tem atingido mais de 6.500 no fim do outubro! O governo suíço tem que tomar novas medidas para prevenir a propagação da infeção. Entre essas medidas, considera-se que desistir das ressuscitações para as pessoas cuja condição está crítica é a única solução.

Os hospitais da Suíça estão quase cheios e estima-se que, daqui a algumas semanas, não haverão mais lugares vazios para tratar novos pacientes! Também, a reanimação não será possível para os pacientes que têm mais de 85 anos e para aqueles com 75 anos e graves problemas de saúde.

Podemos fazer de Deus e decidir quando acabamos com a vida de alguém? Aqui tens um outro artigo sobre o assunto da morte assistida e se é um ato de coragem ou covardia.

Falta pouco até o governo decidir de tomar as medidas!

Numa entrevista com Digi 24, Alexandru Dobrinov, um médico romeno que mora na Suíça disse que a situação ainda não estava dramática. Todavia, se não se remediar em duas ou três semanas, o governo poderia aplicar as medidas mencionadas acima.

Temos muitos casos de infeção, o número deles aumentou demasiado!

De março a junho, o número dos novos casos diminuiu-se junto aos casos internados nos hospitais e as mortes. Contudo, no meio do junho, o número dos casos começou a subir de novo em algumas regiões do país e no outubro parece que atingiu o topo mais uma vez.

(VÍDEO) Médicos despem-se para protestar em Espanha contra o governo e as suas medidas contra a COVID-19!

Isso aconteceu porque as medidas foram aligeiradas e as pessoas começaram a viver como antes da pandemia. Nos eventos desportivos, os estádios permitiram a ocupação de 2/3 dos lugares.

Parece que a Academia Médica da Suíça emitiu o documento com essas dramáticas medidas em março, mas publicou-o agora devido à situação.

Tais medidas eram tomadas só em caso de guerra, quando era preciso de uma triagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here