Um novo estudo sugere que a imunidade COVID-19 pode durar anos

0
189
Imunidade
Fotografia: pixabay.com

A imunidade eficaz contra a infecção por COVID-19, uma vez desenvolvida, pode durar anos, sugere uma nova pesquisa.

Cientistas do Instituto de Imunologia da Califórnia, La Jolla, averiguaram 185 sobreviventes de coronavírus com idades entre 19 e 81 anos por seis a oito meses após eles serem infectados. Assim, eles fizeram um descobrimento extremamente importante: essas pessoas ficaram com células imunes suficientes para evitar a reinfecção com o vírus. Essa taxa lenta de declínio num prazo curto indica que a imunidade pode permanecer por anos!

Os pesquisadores fizeram cálculos periódicos no que diz respeito ao número de anticorpos e também de células T e B de memória, que são essenciais.

Essa memória provavelmente impediria que a maioria das pessoas seja hospitalizada com COVID-19 ou outras doenças graves por muitos anos, disse Shane Crotty, virologista do Instituto de Imunologia La Jolla que co-liderou o novo estudo, ao The New York Times.

Como é que se formam os anticorpos?

Os tipos de anticorpos variam tanto:

  • o primeiro tipo aparece um ou dois dias após a infecção;
  • o segundo tipo entre uma e três semanas após o contato com o vírus.

Após este período, eles diminuem, mas o corpo continua a “fabricá-los”. A memória é armazenada nas células B e T. As células B transformam-se em verdadeiras fábricas de anticorpos, enquanto as células T enquadram-se em duas categorias. A primeira categoria alia-se às células B na formação de anticorpos, e a segunda categoria torna-se uma espécie de “assasino” de células infectadas, evitando assim que se espalhem.

Neste estudo, buscamos preencher uma lacuna na nossa compreensão básica da memória imunológica após a infecção com a COVID-19, acrescentaram os autores do estudo. 

Portanto, descobriu-se que as células B de memória formaram-se no corpo dos sobreviventes, podendo assim gerar novos anticorpos numa possível nova luta contra o coronavírus. 

Embora esta pesquisa aparecer apenas online, sem uma verificação séria ou publicação num jornal científico, considera-se a pesquisa mais abrangente de imunidade adquirida da infecção por coronavírus até o momento presente.

Pode Vitamina D prevenir a infeção com a COVID-19? Já que estejas curioso, aqui temos a resposta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here