Top 10 países mais influentes do mundo inteiro (parte 1)

0
512
países mais influentes do mundo
Fotografia: https://pxhere.com/

Sobre os países mais influentes do mundo já se está falando. Muito se investiga sobre Poder em estudos de Política, Economia e Relações Internacionais. Para medir tal fenômeno, algumas pessoas apontam para o dinheiro, outras remetem a armas e exércitos etc.

Você sabia que também existe uma outra forma de poder mais leve que os países possuem? É a noção de Soft Power, ou poder brando. Segundo Joseph Nye Jr. é a capacidade de um ator político – normalmente Estados – de influenciar indiretamente o comportamento ou interesses de outros atores políticos por meios culturais ou ideológicos.

Em outras palavras, é a habilidade que um país tem de influenciar o mundo, não pela força bruta de suas ogivas nucleares, mas sim por sua literatura, culinária, música, cinema, artistas e atletas, enfim, elementos de sua cultura.

Como medir esse poder de persuasão dos países?

Anualmente, a empresa Portland de comunicações estratégicas, em parceria com o Centro de Diplomacia Pública da Universidade do Sul da Califórnia, Estados Unidos, publica um ranking com os 30 países que detém os maiores Soft Powers do mundo.

O relatório combina a análise de duas fontes de informação principais sobre as Nações. De um lado, compila dados objetivos nas categorias de Governo, Cultura, Empreendedorismo, Digital, Engajamento e Educação. Por outro, coleta dados subjetivos por meio de pesquisas sobre Cultura Global, Artigos de Luxo, Produtos Tecnológicos, Culinária, Moradia, Simpatia e Política Exterior. Ao todo, apenas para a edição de 2019 do Soft Power 30, 12.500 pessoas de todas as regiões do planeta responderam a estes questionários.

Mas afinal, quais são os países mais influentes do mundo? Confira, na primeira parte desta publicação, 5 entre os 10 primeiros colocados da lista.

10º lugar – HOLANDA

O país do noroeste europeu é lembrado pelos seus canais, o intenso uso de bicicleta nas cidades, moinhos de vento e grandes plantações de tulipas que desenham as paisagens do país. Seu Governo é um dos principais pontos que sustentam seu lugar de destaque internacional, reconhecido por promover uma sociedade igual. Além disso, é tolerante e avançada em questões de sexualidade e gênero. A Holanda também possui 7 das 80 melhores universidades do mundo. Sua política fiscal atual é vista com bons olhos por outros países.

Holanda
Paisagem da Holanda, Fotografia: https://pxhere.com/

9º lugar – AUSTRÁLIA

O Estado continental da Oceania se destaca pela sua imensa costa com praias banhadas pelos oceanos Pacífico e Índico, possuindo uma grande barreira de coral e animais únicos ao país como os coalas e os cangurus. A Educação é um dos principais pilares que sustentam sua ótima posição na lista desde 2016. Recentemente, a Austrália aumentou o financiamento para escolas e adotou um Acordo Nacional de Reforma Escolar. Assim sendo, essas medidas dão bases para melhorar a economia, o desenvolvimento humano e a estabilidade regional. Vale lembrar que as universidades australianas atraem centenas de milhares de estudantes internacionais, principalmente de países asiáticos.

Austrália
Ópera de Sydney na Austrália, Fotografia: https://pxhere.com/

8 º lugar – JAPÃO

O Japão encanta tanto com seus edifícios e sítios imperiais, parques nacionais e montanhas, quanto por sua tecnologia de ponta presente em automóveis, aparelhos eletrônicos e até no trem-bala. A Cultura, famosa pelos animes e mangás, é onde reside sua maior força no índice de Soft Power. A atual estratégia japonesa de hospedar eventos internacionais tem dado sucesso, a exemplo de sua promoção da Cúpula do G20 e da Copa do Mundo de Rugby, ambos em 2019. Sua diplomacia esportiva também inclui os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Verão em 2020, que foram adiados para 2021 por causa da pandemia do coronavírus.

Japão
Tóquio, Fotografia: https://pxhere.com/

7º lugar – CANADÁ

O Canadá atrai olhares do mundo inteiro por suas belezas naturais que compreendem grandes lagos, montanhas rochosas, as Cataratas do Niágara e o Parque Nacional de Banff. É também lembrado por ser um país de baixas temperaturas com regiões que nevam em boa parte do ano. O país possui um forte destaque no meio Digital, principalmente a partir de esforços promovidos pelo governo para eliminar a exclusão digital e priorizar a acessibilidade à Internet. Recentemente, foi divulgado um plano para conectar todos os canadenses à internet de alta velocidade e melhorar o acesso ao celular em todo o país.

Canadá
Paisagem do Canadá, Fotografia: https://pxhere.com/

6º lugar – SUÍÇA

A marca Suíça é o sinónimo de relógios, chocolates, prática de esportes de inverno como o esqui, suas montanhas e Alpes. Os setores bancário e financeiro são os que movimentam boa parte da economia do país. A Suíça possui um Governo percebido como eficiente, com um sistema político capaz de equilibrar quatro línguas nacionais e promover uma taxa surpreendente de engajamento cívico da população. Internacionalmente, sua estabilidade e neutralidade são traduzidas no seu papel de Estado promotor da paz mundial. Isso, com certeza, faz da Suiça um dos países mais influentes do mundo.

Suiça
Pico Matterhorn na Suiça, Fotografia: https://pxhere.com/

Você gostou de aprender sobre esta outra forma de entender o poder das nações? Se liga que em breve vamos publicar a segunda parte com os 5º primeiros colocados no ranking de países mais influentes do mundo.

Querias viajar num destes 4 lugares mais espetaculares do mundo?

Fontes:

  • https://softpower30.com/?country_years=2019
  • Nye, Joseph, Soft Power: The Means to Success in World Politics. Public Affairs, 2004.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here