Coreia do Norte: os animais de estimação chegam nos pratos dos restaurantes

1
484
Animais de estimação
Fotografia: pixabay.com

Na Coreia, os animais de estimação chegam ao estômago das pessoas. Os norte-coreanos são obrigados a entregar os seus próprios animais de estimação para serem utilizados como produtos alimentares em restaurantes na capital Pionyang, diz a Sky News.

Na opinião de Kim Jong Un, apenas a elite possui animais de estimação, e as autoridades veem-nos como um símbolo da “decadência ocidental”. Considerando que as pessoas comuns têm porcos ou outros animais.

Alguns animais vão chegar aos jardins zoológicos 

As autoridades identificaram as casas com esse tipo de animais e estão a forçá-los a entregá-los. Estes animais vão ser entregues em jardins zoológicos ou vendidos a restaurantes na capital. 

 “Pessoas comuns criam porcos ou outros animais nas suas casas, mas funcionários de alto nível e pessoas ricas criam cães como animais de estimação, e isso levou a um forte ressentimento entre a classe baixa”, relata o The New York Post.

O consumo da carne de cão tem diminuído muito

A carne de cão tem sido tradicionalmente popular na China e na península coreana, mas o consumo tem diminuído significativamente na Coreia do Sul. Um relatório das Nações Unidas de 2018 mostra que 60% da população da Coreia do Norte, cerca de 26 milhões de pessoas, enfrenta constantemente “carências alimentares”, uma situação agravada pelas sanções do regime atual.

Se gostas dos gatos e queres saber porque são os melhores companheiros, clique aqui

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here