Ruth Bader Ginsburg, ícone do feminismo, morre aos 87 anos

0
274
Ruth Bader Ginsburg
facebook.com/Ruth-Bader-Ginsburg

Ruth Bader Ginsburg foi Juíza Associada da Suprema Corte dos Estados Unidos. Teve essa função por 27 anos, desde 1993 até ontem, quando morreu. Defendente dos direitos das mulheres, um dos seus maiores êxitos foi lutar contra a discriminação de gênero, entre outras preocupações dos jovens.

Na altura em que o mundo está a espera por um potencial novo presidente nos Estados Unidos da América ou pela reeleição de Donald Trump, morreu Ruth Bader Ginsburg. O presidente Bill Clinton foi quem nomeou Ginsburg para o cargo de Associada de Justiça da Suprema Corte, na esperança de diversificar a corte.

Há inquietação com respeito ao sucessor de Ginsburg

Os juízes da Suprema Corte dos Estados Unidos podem ocupar a função até ao fim da vida, se quiserem. Os apoiantes liberalistas exprimiram inquietação com respeito ao sucessor de Ruth Bader Ginsburg enquanto todos esperam que Donald Trump nomeie um conservador. Os republicanos podem seja substituir essa figura liberal com um voto conservacionista, seja manter o lugar vazio. O derradeiro estimularia os votantes, sobretudo os evangelistas que queriam desfazer tudo aquilo que conseguiu Ruth Bader Ginsburg, tendo a possibilidade de escolher Trump de novo.

Se queres estar a par com as eleições dos EUA, sabias que Donald Trump atacou a convenção de Biden?

As reações à morte da juíza foram dolorosas. Em frente ao prédio da Suprema Corte, os admiradores do seu trabalho trouxeram flores e velas para comemorar a ícone feminista. Foi um golpe para os progressistas norte-americanos. John Roberts, o Chefe da Justiça disse sobre ela que foi uma incansável e decidida campeã da justiça. A reação do atual presidente americano foi muito diferente: Ela acaba de morrer? Não sabia.

A importância de Ruth Bader Ginsburg, ou RBG

RBG ganhou simpatia através das suas opiniões progressistas nos assuntos sociais mais pesados. Entre as coisas pelas quais lutou contamos: o aborto, o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o porte de armas, os direitos civis. Acabou o Direito à Universidade Harvard, sendo uma das 9 mulheres numa turma de 500 homens. Foi-lhe muito difícil encontrar emprego como advogada enquanto tinha 3 coisas indesejáveis: era judia, era mulher e era mãe. Fundou Women’s Rights Project na União Americana pelas Liberdades Civis (Projeto dos Direitos das Mulheres). Devido ao seu rigor, a sua alcunha ficou Notorious RBG, lembrando de Notorious B.I.G. Morreu por causa do cancro do pâncreas.

As mulheres terão de verdade igualdade quando os homens compartilharão com elas a responsabilidade de criar a próxima geração.

Lê sobre outra mulher influente, Sofia Corradi, a professora italiana que criou Erasmus!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here