Margaret Keenan, a primeira pessoa a receber a vacina contra COVID-19

0
294
margaret keenan
gatos mostram a afeição

O Reino Unido é o primeiro país do mundo que começou, hoje, o processo de vacinação contra a COVID-19 e também tem a primeira pessoa que receba o medicamento Pfizer-BioNTech, a Margaret Keenan.

A idosa, que na proxima semana tendra 91 anos, disse que isso foi o melhor presente do seu aniversário. A mulher recebeu o medicamento hoje, terça-feira, ao hospital Universitário de Coventry. Margaret Keenan também afirmou que isso oferece-lha a oportunidade de pensar que poderia passar mas tempo com a sua família e os seus amigos, depois de passar este ano quase sozinha.

O Reino Unido começou hoje a vacinar quase 20 milhões de pessoas.

O Reino Unido começou hoje a vacinar quase 20 milhões de pessoas, entre eles sejam os médicos, os professores ou as pessoas que têm graves problemas de saúde. O estado encomendou 40 milhões de doses da vacina criada pela Pfizer-BioNTech, mas, para ser eficiente, uma pessoa vai precisar duas doses.

Portugal e os outros paises começaram vacinar a população só com o início do Janeiro.

O presidente da empresa farmacêutica Pfizer diz que tudo o que acontence agora no Reino Unido é um momento histórico contra a COVID-19. A vacina tem eficácia de quase 95% nas faixas etárias.

Existem efeitos secundários?

Como nos casos das vacinas recorrrentes, o que já foi desenvolvido pela empresa Pfizer-BioNTech também pode apresentar efeitos secundários. Febre, dores do corpo, são dois dos efeitos mais comuns depois de administrar a vacina.

Estes efeitos secundários também foram confirmados por duas pessoas que fizeram parte do ensaio clínico da Pfizer. Carrie, 45 anos, que foi uma das participantes no estúdo clínico em Missouri, Estados Unidos, recebeu uma dose de vacina real. A primeira dose foi administrada em Setembro e a segunda, este mês.

A doutura confirmou dores de cabeça, febre ou dores de corpo, fazendo uma comparação com uma vacina contra a gripe. Ela também disse que os efeitos da segunda infecção foram mais fortes, em comparação com a primeira.

Sabias que um estudo mostra que a COVID-19 não pode passar através da córnea? Vê aqui os detalhes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here