COVID-19: com ou sem vacina, o contágio parece inevitável

0
2803
COVID-19
Fotografia: www.needpix.com

Um voluntário de Espanha foi vacinado contra a COVID-19 com a vacina que está posta à prova na Universidade de Oxford. Passaram 4 meses desde quando o voluntário recebeu a vacina e parece que foi testado positivo.

Sem saber, os voluntários recebem seja uma vacina seja um placebo. Agora, o homem tem que ficar no isolamento domiciliar por 14 dias.

Os voluntários recebem seja uma vacina seja um placebo…

Além disso, ele é assintomático, ou seja, não exibe sintomas. O voluntário espera que tudo corra bem, que a vacina funcione e que a forma de COVID-19 não piore.

Fotografia: www.needpix.com

Um médico assistente, pelo seu nome Joan Pons, quis ser incluido na terceira fase dos testes da Universidade de Oxford. Após 4 meses de resultados negativos, ele anunciou na sua página de Twitter o teste positivo.

A Coreia do Sul tem com certeza alguns segredos de combater a COVID-19!

Joan Pons disse que teve sintomas como nariz irritado e dores de cabeça. De qualquer forma, ele vai repetir o teste. Num vídeo nas redes sociais, o médico assistente declarou que:

O vírus tenta atacar-me e vamos ver o que vai passar, porém espero que a vacina funcione. A vacina não me protege para que o vírus não entre no organismo, mas impede-o de passar para os pulmões através do sangue.

AstraZeneca é o conglomerado farmacêutico anglo-sueco que realizou os testes em que tomou parte o espanhol. Mencionamos que mais de 20 mil pessoas de diferentes países participam de forma voluntária aos testes contra a COVID-19 feitos por AstraZeneca.

A situação de COVID-19 não e agradável para ninguém e traz mudanças todos os dias nas nossas vidas. Contudo, temos que estar bem informados.

Portanto, não te esqueças de ler o nosso artigo sobre as novas restrições no mundo, para saberes como lidar com essa realidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here